CLICK HERE FOR BLOGGER TEMPLATES AND MYSPACE LAYOUTS »

quinta-feira, 30 de abril de 2009

Camila!

Meu irmão escreveu um texto sobre mim. Fiquei totalmente emocionada, eu amei.


Vejam:

Camila é uma pessoa que gosta de desafios novos e intrigantes. Isso por si só a definiria, já que, a partir dessa característica inerente à ela, podemos compreender os caminhos que ela escolhe seguir. Caminhos estes permeados pelos desafios que se dispõe a enfrentar.

Camila tem muitas características positivas ou não, qualidades e defeitos que redundam no que ela é. Uma amálgama de sentimentos, ações, pensamentos, enfim, o que a torna uma pessoa viva e atuante no contexto em que convive com outras pessoas.

Camila é muito humana. Não no sentido biológico estrito, como se ela tivesse mais sangue ou mais dedos nos pés, Camila é humana no sentido antropológico e existencial. Se importa com as pessoas e acredita que a vida vale a pena ser vivida. E quando lhe é possível, gosta de ajudar para que a vida de outras pessoas torne a ser melhor.

Camila é insistente. Sua insistência esta sobre a linha tênue da chatice e da esperança. Às vezes ela insiste tanto pra obter ou conseguir algo que se torna chata, mas sua insistência também é nutrida por sua esperança e isso é bom para auxiliá-la nesse caminho cheio de desafios.

Como irmão mais velho, sempre acho que posso ensiná-la algo e vou encerrando esse texto justamente para ensiná-la que a vida não se esgosta e nem pode ser descrita com palavras. Não podemos aprisionar a vida à letra ou a tinta que registra a palavra no papel; vida fica registrada na mente e no coração. Vida é como o vento: ninguém sabe de onde vem, nem para onde vai, se vai dar ondas ao mar ou levar a jangada a pescar, ou se vai fazer trabalhar o moinho. O melhor da vida está em sentir a brisa que beija o nosso rosto e acaricia nossos cabelos.
Viver a vida é saber que ela passa como o vento e se não sentirmos o frescor do vento, isso significa que não vivemos de fato.

A vida nos ensina o necessário para vivermos bem. Eu aprendi que a vida é como o vento e que palavras não basta para descrever alguém, principalmente alguém que amamos.

O melhor registro histórico é o de quem vive. Por isso, vivamos e deixemo-nos levar pelo vento que impulsiona a vida.



Roy Oliveira Duarte




quarta-feira, 29 de abril de 2009

O que faz bem.


 Eu sei extamente o que faz bem e o que faz mal pra minha saúde.
Prazer faz muito bem.
Dormir me deixa 0 km. {E eu adoro dormir}
Ver pessoas tendo acesso de estupidez me embrulha o estômago.
Testemunhar gente jogando lata de cerveja pela janela do carro me faz perder toda a fé no ser humano.
Caminhar faz bem, ficar em silêncio quando uma discussão está pegando fogo, faz muito bem. Você exercita o auto-controle e ainda acorda no outro dia sem se sentir arrependido de nada.
Acordar de manhã arrependido do que disse ou do que fez no dia anterior é prejudicial à saúde.
E passar o resto do dia sem coragem para pedir desculpas, pior ainda.
Ir ao cinema, conseguir um lugar central nas fileiras do fundo, não ter ninguém atrapalhando a visão, uma companhia (seja do namorado, da amiga ou da galera), nenhum celular tocando e o filme ser legal, UAU!

Conversar é melhor do que brigar.
Exercício é melhor do que cirurgia.
Humor é melhor do que rancor.
Amigo é melhor do que gente influente.
Pergunta é melhor do que dúvida.
Sonhar é melhor do que nada.

Amar faz bem, cantar faz bem, dançar faz bem, rir faz bem.

Por isso, ame, cante, dance, ria das coisas mais bobas...

... Mas NUNCA se esqueça de que é você quem faz sua felicidade.

Faça o bem, sempre! :)





terça-feira, 28 de abril de 2009

Amizade.

 A amizade é um amor que nunca morre " (Mário Quintana) 


  Sempre achei essa frase muito bonita, mas nunca soube dizer se concordo com ela totalmente. 
  Como saber se nunca morre? Eu mesma já tive muitos amigos e amigas que hoje em dia quase não converso mais.
  Há quem diga: " Se não durou, não era verdadeiro" (ou algo do tipo), mas acho muito injusto falar tal coisa, pois mesmo que no passado, essas pessoas me ajudaram, me fizeram rir e passaram bons momentos comigo.
  Também não posso dizer que continuam sendo meus amigos, pois de alguns eu nem sinto mais falta...
  Afinal, como definir a amizade?

  Hoje eu passei por uma situação que mexeu muito comigo (muito mesmo).
  Eu senti tantas coisas ao mesmo tempo. Amor, raiva, preocupação, remorso... E para ser sincera, ainda estou com meu coração apertado.
  Nós sempre temos aqueles amigos que consideramos 'os melhores'. Isso não quer dizer que estamos desmerecendo as outras amizades, mas há sempre aqueles amigos que confiamos mais, nos identificamos mais, sentimos mais falta e zaz...
 No meu caso, tenho três. ( Não vou citar nomes)
 Eu sempre achei que conhecia esses amigos como a palma da minha mão. Na verdade, o jeito de cada um eu conheço mesmo. Muitas vezes sei o que vão dizer, sei a opinião sobre determinadas coisas, sei como vão agir, sei sobre os sentimentos, os medos e muitas outras coisas. Mas e a vida? Eu digo, a vida particular de cada um deles... Talvez isso não seja totalmente necessário, algumas pessoas gostam de guardar certas coisas, não porque não confiam, mas são coisas muito pessoais (eu também tenho coisas MINHAS).
Acontece que hoje descobri algo sobre uma pessoa que gosto muito, uma amizade incomparável e que eu tinha absoluta certeza que não havia segredos.
Isso me deixou muito pra baixo. Eu simplesmente não soube o que fazer, o que dizer, como reagir...Me achei uma péssima amiga, pois eu deveria no mínimo ter algo a dizer.
 Pensei sobre isso a tarde inteira, e cheguei a conclusão de que essa amizade É SIM UM AMOR QUE NUNCA MORRE. E não é porque essa pessoa guardou esse segredo que vou ficar pra baixo... Ela certamente teve seus motivos, até porque é um assunto sério. Mas estou realmente grata por essa amizade.

 E é assim que eu descobri como definir uma amizade. Não importa o tempo que uma pessoa demore para te falar algo, mas o importante é falar (em alguns casos, é claro). Amizade é preocupar-se tanto com essa pessoa a ponto de sempre fazer o que é melhor pra ela. É saber perdoar, aceitar, ter paciência e confiar.

 E hoje aprendi minha lição.

(Nossa, que desabafo! o_o)

Bom, um texto que achei muito legal:

   Amizade

Muitas pessoas irão entrar e sair da sua vida 
mas somente verdadeiros amigos deixarão pegadas no seu 
coração. 

Para lidar consigo mesmo, use a cabeça, 
para lidar como os outros, use o coração, 
raiva é a única palavra de perigo. 

Se alguém te traiu uma vez, a culpa é dele; 
Se alguém te trai duas vezes, a culpa é sua. 

Quem perde dinheiro, perde muito, 
Quem perde um amigo, perde mais. 
Quem perde a fé, perde tudo. 

Jovens bonitos são acidentes da natureza: 
Velhos bonitos são obras de arte. 

Aprenda também com o erro dos outros, 
você não vive tempo suficiente para cometer 
todos os erros. 

Amigos você e eu... 
Você trouxe outro amigo... 
Agora somos três... 
Nós começamos um grupo... 

Nosso círculo de amigos... 
E como um círculo, 
não tem começo nem fim... 

Ontem é história: 
Amanhã é mistério, 
Hoje uma dádiva, 

É por isso que é chamado presente...


Fabiano Lustosa


Por hoje é só galerinha.
Beijos a todos. :*

 

 


segunda-feira, 27 de abril de 2009

Estresse?!

Pois é, o estresse está por todos os lugares. Em casa, na escola, no namoro, na rua, no trabalho, no msn, no orkut, no blog... hahaha
Esse povo sempre estressado, de cara amarrada, resmungando...


Mas afinal, o que é o estresse?

Eu andei pesquisando por aí, descobri:

O estresse, seja ele de natureza física, psicológica ou social, é composto de um conjunto de reações fisiológicas que se exageradas em intensidade ou duração podem levar a um desequilíbrio no organismo. A reação ao estresse é uma atitude biológica necessária para a adaptação à situações novas.
O estresse pode ser dividido em dois tipos básicos: o estresse crônico e o agudo. O estresse crônico é aquele que afeta a maioria das pessoas, sendo constante no dia a dia mas de uma forma mais suave. O estresse agudo é mais intenso e curto, sendo causado normalmente por situações traumáticas mas passageiras como a depressão na morte de um parente.

Principais causas do estresse:

■ Mudanças;
■ Alimentação incorreta;
■ Fumar;
■ Muito barulho;
■ Baixa auto-estima;
■ Medo;
■ Trânsito.

Sintomas:

Físicos

■ Dores de cabeça
■ Indigestão
■ Dores musculares
■ Insônia
■ Indigestão
■ Taquicardia
■ Alergias
■ Insônia
■ Queda de cabelo
■ Mudança de apetite
■ Gastrite
■ Dermatoses
■ Esgotamento físico

Psicológicos

■ Apatia
■ Memória fraca
■ Tiques nervosos
■ Isolamento e introspecção
■ Sentimentos de perseguição
■ Desmotivação
■ Autoritarismo
■ Irritablilidade
■ Emotividade acentuada
■ Ansiedade

Teste aqui seu estresse: http://www.nj.com.br/social/index_stress.php


EU SOU UMA ESTRESSADA ASSUMIDA!

Bom, por hoje é só (eu acho!).
Espero que tenham gostando da pesquisa que fiz, e comentem o resultado do teste de vocês.

Beijo :*

domingo, 26 de abril de 2009

Mais um!

Mais um!



É... Não acredito... Fiz mais um blog. É que eu fico empolgada vendo esses blogs super legais que tem pela net, e quero fazer um também. Espero que gostem, pois meu passado como blogueira, nem queiram saber...

Bom, aqui vou escrever o que estou sentindo, como foi me dia, ou alguma coisa interessante e legal que eu achar por aí.

Não pretendo ficar escrevendo coisas bonitinhas, fofinhas e clichês... Quero apenas registrar como estou levando a vida. haha :)

Acho que vou começar falando sobre mim.

Sou Camila, tenho 16 anos, chata, sensível e apaixonada. Estou no terceiro ano do ensino médio e pretendo fazer faculdade de relações públicas ano que vem.
Adoro ler, dançar, ouvir música, tirar fotos, ir ao cinema e falar no telefone.
Tenho uma família super moderna e legal. Um namorado lindo que me faz muito bem. Amigos ótimos!

Nem tudo é perfeito... Lógico que às vezes reclamo muito da minha vida... mas, apesar de tudo, sou feliz sim!

Hum, falando em felicidade...

Eu tive um final de semana ótimo! =) Depois conto sobre ele, quem sabe.

Agora vou indo, tenho jantar em família.

Bom, por hoje é só pessoal.



Beijo, até mais!